terça-feira, 14 de abril de 2009

The end has no end...

Dei um fim, não mais me queria
Ofendida, achei que não se importava
Indiferença, é só o que terá de mim
Não chore lágrimas arrependidas.
O seu orgulho nunca será vencido
Pelas palavras que eu sussurava,
Pelos sentimentos que eu demostrava,
Pelo esforço que eu fazia.

Me afasto cruelmente,
Meus lábios ainda o querem,
Me culpam pela despedida
Que só castigo me oferece.
Sózinha me acostumo com a tristeza.
Quando te vejo, finjo a alegria,
Por um espinho atravessado
Que da minha alma se recusa a sair.

Deixou a ferida, que se esconde.
Não se sabe da existência,
Até que você apareça.
Ela surge novamente
E dilacera meu coração.


Obs: nem todos os meus textos são verídicos. Pra falar a verdade, a maioria é invenção.

don't feel sorry for me.
I feel nothing.

21 comentários:

Cadinho RoCo disse...

Quando inventamos o verídico fzemos dele realidade.

Natalia Xavier disse...

"Por um espinho atravessado
Que da minha alma se recusa a sair."
Frase inspiradora! Adorei!

Bjos e td de bom!

Max Psycho disse...

veridicos ou não, o importante é que seus textos são maravilhosos, assim como a sua pessoa, bjus gata linda

Sarah Caramelo'S disse...

Adoro todos os seus textos, são lindos. *-*

Julyany ;) disse...

seu texto pode não ter sido verídico, mas deu pra ver mts sentimentos nele! E tiipo, compreendo perfeitamente sua 'Obs', na verdade meus textos tmb não são sempre verídicos, e o mais engraçado é que quase todo mundo acredita que tudo que os poetas escrevem é aquilo que ele ta sentindo, ou vivendo... e OE, nem sempre! Mts poetas já diziam que o poeta é um finjidor que chega finjir que sente dor, e, ainda, que todos nós temos uma vida que é pensada e só agora eu consigo entender de verdade o que eles queria dizer! shaushuahsuahsuah
brigada pelo seu comentário e eu adorei seu blog (:

O tal do Giovanni disse...

mais esse é veridico que EU SEI HAHAHA

:* ja sabe

Varda disse...

Agora vamos colocar uma melodia e tcharán:música!!

;*

Bell Bastos disse...

Sensacionaaal. O importante não é ser verídico, o importante é ser bem escrito. Fato.

Milena Sayuri. disse...

Muito bom! De onde surge tanta criatividade e sabedoria?
Beijos!

Aquela tal de brito disse...

muiiiiiiiiiito lindo e triste
"Sózinha me acostumo com a tristeza.
Quando te vejo, finjo a alegria"
minha parte preferida ;~
beeeijos;*

Kenia disse...

A invenção deriva imaginação! Isso éa qualidade/virtude de uma artista!

disse...

.como andam essas mechas coloridas minha cara!?hahahahahaha
ando sumida mais to voltando,
cada dia escrevendo melhor heim pequena Flor.
grande beijO

meus instantes e momentos disse...

voltando aqui para te desejar uma bela semana.
ótimo post.
maurizio

Liro disse...

Um dia vc me disse que queria ser escritora, mas que havia mudado de ideia. O que vc quer ser "quando crescer" agora?

:*

Sam disse...

O eu-lírico sempre nos acoberta nesses casos.

Yaas disse...

sabe de uma coisa, acho que uma pessoa que tem capacidade de inventar um poema desses, sem um sentimento de base, é muito melhor do que alguém que escreve sobre seus sentimentos.
Porque a partir do momento em que se escreve sobre os seus, você sabe o que sente, quando não sente nada, fica mais dificil escrever!
amei.
beeeijos

Gui Vivian disse...

Eu não consigo inventar algo do tipo se não tô passando por uma fase no mínimo parecida... E The End Has No End é uma BAITA música!!! bju!

Andréia disse...

ótima composição.. grande beijos e boa semana!

Jefferson Lucas disse...

o BOM É A INVENÇÃO QUE SE CONFUNDE COM A REALIDADE, SERÁ QUE É REAL OU ILUSORIO???

AMO TUDO ISSO

BJOS

Fernando disse...

Olá Tiffany
seja invenção ou não seus textos são demais rsrsrsrrs
gde abrssssssssssssssss
Fernu...7

Atreyu disse...

Concordo com a Varda!!!
Isso é música @@